Oito anos depois do primeiro passo dado pela Sonae para a concretização do Tróia Resort, eis a inauguração oficial do empreendimento. Na data do terceiro aniversário da implosão das torres que permitiram a construção do novo projecto, Belmiro de Azevedo e o filho Paulo organizaram uma cerimónia que contou ainda com a presença do ministro da Economia, Manuel Pinho, e com responsáveis da região. Para o empresário, o Tróia Resort é agora o «navio almirante» da Sonae Turismo.

«Tal como o CascaisShopping e o Colombo permitiu projectar a Sonae Sierra para um posicionamento líder na oferta europeia de centros comerciais, do mesmo modo o Tróia Resort será, daqui em diante, o navio almirante da Sonae Turismo», referiu na passada segunda-feira à noite, na cerimónia.

O projecto vai contar com um investimento de cerca de 400 milhões de euros, dos quais 230 milhões já foram realizados até esta fase. Concluído está o Aqualuz Tróia Mar suite Hotel Apartamentos, os Apartamentos Turísticos da Praia e os Apartamentos Turísticos da Marina. Pode ver-se também o campo de golfe, a marina, o restaurante-bar e o supermercado que faz parte de um centro comercial, e outras infra-estruturas.

Até ao «final do primeiro trimestre de 2009», estarão terminados outros edifícios, tal como o aldeamento turístico, o Casino e hotel e centro de conferências.

Com 404 novas unidades turísticas, 115 serão hoteleiras e as restantes 289 de turismo residencial. No total, haverá 376 quartos de hotel e 727 apartamentos turísticos e moradias.

Os preços dos apartamentos variam entre os 258 mil a 700 mil euros, conforme o local e a tipologia (T0, T1, T2 e duplex). As moradias podem ir desde os 600 mil e 1,5 milhões de euros.

«O Tróia Resort ficará inequivocamente como uma nova centralidade do turismo em Portugal e na Europa», sublinhou Belmiro de Azevedo.
Marta Dhanis