Depois da forte valorização desta terça-feira, a sessão foi novamente de ganhos, ainda que mais ligeiros.

As praças europeias encerraram a valorizar entre os 0,4 por cento e os 0,9 por cento: o CAC somou 0,39%, o DAX 0,70% e o IBEX 0,72%. Apenas o índice britânico estava, até há momentos, no vermelho: recuou 0,58%.

É certo que as notícias em torno de um abrandamento económico mundial continuam a proliferar. No entanto, começa a vislumbrar-se um sentimento de recuperação de alguns títulos, muito penalizados nas sessões dos últimos meses.

O PSI20 voltou a ter novo dia positivo. Cresceu 0,91% para os 5.923,58 pontos. A sessão correu particularmente bem à Altri, que disparou 5,53% para 1,70 euros, e a títulos como a EDP, que somou 2,79% para 2,57 euros.

PT e Galp penalizadas

No entanto, a banca voltou a ser um grande suporte da bolsa não só a nível nacional como internacional. Por cá, o BPI escalou 3,01% para 1,46 euros, quase o mesmo que o BCP, que escalou 2,97% para 62,5 cêntimos, e o BES valorizou 2,50% para 4,89 euros.

Em baixa ficaram a Portugal Telecom, que perdeu 1,01% para 5,76 euros, e a Galp, que anunciou esta quarta-feira novo aumento da gasolina sem chumbo 95. As acções da petrolífera recuaram 1,45% para os 8,66 euros.

Depois de uma abertura em alta, os mercados norte-americanos seguem agora mistos: o Nasdaq trepa 0,52% e o Dow Jones recua 0,27%.