A China vai terminar o ano de 2009 com um recorde de matrículas de automóveis e como primeiro mercado mundial do sector pela primeira vez na história, em detrimento dos EUA, de acordo com os analistas consultados pelo «Financial Times».

As vendas de automóveis na China atingiram as 858.300 unidades durante o passado mês de Agosto, o que supõe quase o dobro (90%) face ao mesmo período do ano anterior.

Este forte crescimento de matrículas explica-se sobretudo por dois factores: as ajudas de compra aprovadas pelo Governo chinês para carros com menos de 1,6 litros de cilindradas e a redução dos impostos.

Tudo isto conduziu a uma notável melhoria da confiança do consumidor, de forma a que os analistas esperam que o mercado automóvel chinês alcance este ano um novo recorde com 12 milhões de unidades vendidas.
Redação / MD