O Governo conta ter uma solução para o Banco Português de Negócios (BPN) durante o primeiro semestre deste ano, disse à Lusa o secretário de Estado do Tesouro e Finanças, assegurando que até agora «não há decisões tomadas».

«É evidente. Estamos a trabalhar com esse objectivo», afirmou o governante, quando confrontado com a apresentação de uma solução para o BPN ainda no primeiro semestre.

Costa Pina referiu que os «trabalhos de avaliação da Deloitte e do Deutsche Bank ainda estão a decorrer», estando previsto que os relatórios sejam entregues «até ao final de Março».

Paralelamente, o Ministério das Finanças está «a analisar com o apoio da Caixa Geral de Depósitos as alternativas em termos de soluções estratégicas para o banco», acrescentou o mesmo responsável.

O secretário de Estado do Tesouro e Finanças recusou-se a adiantar mais pormenores, por considerar que pode ser «pernicioso» para o banco, defendendo que «há uma instituição que tem de ser salvaguardada».

Recorde-se que, ainda esta semana, o presidente da Caixa Geral da Depósitos (CGD), Faria de Oliveira, revelou que até ao final do mês de Março, o Governo iria encontrar uma solução para o BPN.
Redação / SPP