A confiança dos consumidores alemães manteve-se inalterada em Maio, com o índice Gfk Ag a fixar-se pelo terceiro mês consecutivo nos 2,5 pontos, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira.

O índice do instituto especializado em estudos de mercado Gfk Ag, que tem como base de um inquérito junto de duas mil pessoas, manteve-se nos 2,5 por cento, acima das expectativas dos analistas consultados pela «Bloomberg», que esperavam um recuo para 2,3 pontos.

O Gfk Ag reviu em alta o resultado de Abril de 2,4 para 2,5 por cento.

O barómetro do consumo «mostra-se espantosamente robusto tendo em conta o fluxo persistente de notícias desastrosas», considerou o instituto.

Vários factores explicam este resultado - por um lado o êxito do prémio para compra de um carro novo, do outro a baixa do custo da energia e finalmente o aumento das reformas, enumera o GfK.

O barómetro GfK mantém-se no entanto baixo, diz o instituto, considerando o desemprego como principal ameaça à inesperada estabilidade da confiança.

O moral das famílias poderá cair seriamente se as medidas de ajuda governamentais, essencialmente o desemprego parcial, não conseguirem nos próximos meses conter a subida do desemprego, adverte o instituto.
Redação / SPP