O crescimento mundial poderá ser negativo em 2009, pela primeira vez em dezenas de anos, disse esta terça-feira o director geral do Fundo Monetário Internacional em Dar-es-Salam, capital da Tanzânia, avança a Lusa.

«O FMI prevê um crescimento mundial abaixo de zero este ano, o pior desempenho a que a maior parte de nós já assistiu», afirmou Dominique Strauss-Kahn na abertura de uma conferência sobre o impacto da crise económica mundial no continente africano.

A degradação contínua do ambiente financeiro mundial, «associada à perda de confiança das famílias e das empresas, está a minar a procura interna por todo o mundo», acrescentou.

O director geral do FMI já tinha admitido no mês passado que o crescimento mundial estaria próximo do zero em 2009.
Redação / MD