Os preços do petróleo voltam a subir nos mercados internacionais, com a possibilidade da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) levar a cabo um novo corte na produção, no próximo encontro, agendado para dia 15 de Março.

A organização, responsável por cerca de 40% da produção mundial, poderá cortar pela quarta vez os actuais níveis de produção. Desde Setembro, a OPEP diminui a produção diária em 4,2 milhões de barris.

O brent segue a ganhar 0,60 dólares para os 43,15 dólares por barril e o crude valoriza 0,50 dólares para os 42,83 dólares.