O Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa está prestes a decidir se avança com uma acusação ou se arquiva o processo relativo à suspeita de insider trading no Banco Comercial Português (BCP), iniciado após queixa da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), escreve a Lusa.

«Confirma-se que foi extraída a certidão indicada, que deu origem a um processo, sobre o qual brevemente será proferido despacho final», revelou esta segunda-feira à agência Lusa o DIAP de Lisboa, sobre o caso que remonta a Novembro de 2004 e que foi remetido para investigação pelo regulador do mercado.

O Ministério Público autonomizou, no início de Julho, este caso (ainda em fase de inquérito), relacionado com a negociação de acções do BCP por um suspeito que alegadamente detinha informações privilegiadas, do processo de investigação a cinco antigos altos quadros do BCP, no qual já proferiu o despacho de acusação.
Redação / LF