Em Janeiro,a produção industrial acentuou a variação negativa observada no mês anterior (menos 8,8%), registando uma taxa de variação negativa de 19,1%, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

O agrupamento de «Bens Intermédios» registou o contributo negativo mais influente (10,1 p.p.) para a taxa de variação homóloga do índice agregado

(taxa de variação negativa de 24,9%, menos 8,1% em Dezembro).

Dos restantes agrupamentos destaque-se o de «Energia» que de uma taxa de variação positiva em Dezembro (5,4%) passou para uma taxa de variação negativa de 15,7%, em Janeiro.

A secção da «Indústria Transformadora», pelo seu peso no índice agregado, determinou a variação do índice geral, com um contributo negativo de 16,8 pontos percentuais., a que correspondeu uma taxa de variação negativa de 20,2% (menos 11,2% em Dezembro de 2008).

A secção de «Electricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio» registou uma diminuição de 8,6% (1% em Dezembro), enquanto a da «Indústria Extractiva» apresentou uma variação homóloga negativa de 33,2% (1,8% no mês anterior).
Redação / LF