Os títulos da Inapa estão a disparar, depois de ter sido aprovado o aumento de capital. As acções avançam 10,86% para 1,94 euros, mas estiveram já a subir cerca de 24%, tendo tocado um máximo de 2,04 euros.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) anunciou ontem a aprovação do prospecto relativo à Oferta Pública de Subscrição (OPS) da Inapa. A operação visa o aumento do capital social de 27,2 milhões de euros para até 150 milhões, por novas entradas em dinheiro representado pela emissão de novas acções.

A operação vai ser feita através da emissão de até 122.762.987 acções ordinárias, tituladas e ao portador, com o valor nominal de 1 euro cada, com reserva de preferência dos accionistas. No entanto, as acções transaccionadas em bolsa até ao próximo dia 22 de Novembro ainda conferem o direito a participar na Oferta, transaccionando «ex-rights» a partir de 23 de Novembro de 2007.

O período de subscrição decorrerá entre os dias 28 de Novembro de 2007 e 12 Dezembro, já os direitos de subscrição poderão ser transaccionados na Euronext Lisbon entre os dias 28 de Novembro de 2007 e 6 de Dezembro de 2007.

Os resultados serão apurados no próximo dia 14 de Dezembro, estando previsto para 28 de Dezembro o início da negociação das novas acções no mercado.

Os principais accionistas da Inapa (Parpública, BCP e Fundo de Pensões Grupo BCP) manifestaram o seu compromisso de subscrição dos direitos correspondentes às suas participações, ou seja, vão acompanhar o aumento de capital, que está assim já subscrito em 50,16%.

A posição do Estado, através da Parpública é maioritária, de 40.171.927 acções e corresponde a 32,72%. Para manter esta posição, o Estado terá de desembolsar assim 40,17 milhões de euros.

Já no caso do BCP e fundo de pensões do grupo, a posição é de 21.401.084 acções, ou 17,43% do capital, pelo que a manutenção da posição implica um investimento de 21,4 milhões de euros.