O delegado e dirigente nacional da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP), António Amoroso, disse à agência Lusa que o acto de solidariedade decorrerá até ao momento do funeral do referido agente.

A entrega das armas será feita no comando distrital da Guarda, nas esquadras da Guarda e Gouveia, de trânsito e de investigação criminal.

«É urgente que o Governo tenha a noção de que nos locais mais problemáticos, os agentes da PSP sejam equipados com melhor armamento, que está envelhecido, com veículos apropriados e com maior número de efectivos, além dos imprescindíveis coletes anti-bala», comentou António Amoroso.
Redação / Lusa/AM