O ministro de Estado, das Actividades Económicas e do Trabalho, Álvaro Barreto, afirmou que «as directrizes principais para que a Direcção-geral da Energia pudesse fazer as suas decisões» estão concluídas.

«Ontem à tarde ficou concluído o despacho orientador e eu prevejo que durante estes dois, três dias desta semana a Direcção-geral nos faça as propostas concretas das atribuições», acrescentou aos jornalistas, à margem da apresentação do Plano Nacional para a Inovação.

Os critérios de atribuição dessas licenças «estão decididos e são orientadores para a Direcção-geral. Há um decreto-lei de 2001 que define esses critérios».

Apesar dos 14 pedidos existentes, o ministro lembrou que «só podemos satisfazer sete», sendo que «durante esta semana o problema fica resolvido».
Paula Martins