A fábrica da General Motors da Azambuja vai manter a produção do Combo até 2009, adiantou ao DE fonte oficial da empresa, avança hoje o «Diário Económico».

A decisão do prolongamento da produção, prevista terminar em 2008, deve-se à boa aceitação que o modelo continua a ter no mercado, mantendo uma previsão para 2006 de produção anual de 70 mil unidades.

A decisão foi tomada numa altura em que se aguarda pela decisão da GM relativa à produção do sucessor dos dois modelos produzidos na Azambuja, e que estava prevista ser tomada até ao final do ano.

Sobre esta matéria a única certeza é que o «Combo vai continuar a ser produzido», garantiu fonte oficial da empresa ao mesmo jornal, embora não haja ainda garantias se a nova geração será ou não assegurada pela fábrica portuguesa.