Com este protocolo o Grupo Banif, através do Banif-Banco Internacional do Funchal, disponibiliza aos associados do CEC uma linha de crédito especial, no montante global de 50 milhões de euros, dirigido a PME¿s com um volume de negócios entre 1 e 10 milhões de euros, e ainda uma linha de crédito no montante global de 6 milhões de euros destinada a micro empresas, anunciam em comunicado.

Os associados do CEC beneficiam ainda de condições «competitivas» no acesso a produtos financeiros, nomeadamente, cartões personalizados de débito e crédito, terminais de pagamento automático, leasing automóvel e renting, serviço de banca electrónica e seguros de vida para grupos, pessoais e habitacionais.

Para António Almeida Henriques, Presidente do CEC, este Protocolo é um auxílio importante para a actividade dos seus associados, na medida em que «para a maioria das PME portuguesas, a relação com o parceiro bancário é fundamental para o sucesso do seu negócio, ainda que muitas vezes o seu reduzido poder negocial dificulte a existência de condições mais competitivas. Este Protocolo actua neste domínio, propondo condições, nomeadamente na abertura desta linha de crédito, que servirão de ferramenta para apoiar as empresas da Região Centro».

Para além disso, Almeida Henriques, Presidente do CEC apresentou também a constituição da Centro Venture-Sociedade de Capital de Risco criada recentemente em parceria com o Banif.

Esta sociedade será vocacionada para o apoio a empresas «com elevado potencial de crescimento da região Centro e constitui um instrumento decisivo para o fomento de uma cultura empreendedora na região», estando prevista a constituição de um fundo, denominado Fundo Centro Capital, com um montante global de 10 milhões de euros.
Redação / CC