Recorde-se que o executivo italiano tinha como objectivo reduzir o défice público para os 4,3% nos finais de 2005.

O défice dos nove primeiros meses situou-se nos 4,4% ao incluir o efeito das operações de venda de activos, que representam um valor de 0,2%.
Redação