Essa foi uma das conclusões do estudo apresentado, ontem, pela Associação das Indústrias do Vestuário e Confecção (ANIVEC/APIV) sobre «Competitividade, Subcontratação Externa e Emprego», citada pelo «Jornal de Notícias».

Devido à abolição do regime de quotas, em Janeiro do próximo ano, que beneficiará sobretudo os países asiáticos, como a China, onde os custos de trabalho são muito mais baixos, o estudo, organizado por Carlos Pires da Silva e Heikki Mattila, adverte para a necessidade de se aumentar a subcontratação da produção no exterior. A reestruturação levará ao encerramento de algumas empresas e a despedimentos colectivos durante os próximos 10 a 15 anos.
Redação / JN/PGM