O portal Emprego.pt veio já responder às críticas que lhe têm sido apontadas e às notícias que dão conta de alguns utilizadores descontentes com o envio de vários mails intitulados «Torna-te um pioneiro do portal Emprego.pt» para toda a sua lista de contactos.

Trata-se de uma campanha de marketing que, apesar de aparentemente legal, está a gerar polémica.

Os responsáveis pelo projecto esclarecem, numa nota enviada à redacção da Agência Financeira que estão «perfeitamente identificados no website» e que do mesmo contam os contactos para onde os utilizadores podem reclamar ou pedir a remoção dos seus dados.

«Toda e qualquer reclamação ou pedido de esclarecimento pelos meios acima indicados foi atendido em menos de 24 horas, sendo na maioria dos casos atendido de imediato», garantem. Por isso mesmo, dizem, «é totalmente descabido tecerem-nos qualquer acusação de pirataria ou ataque informático, SPAM ou qualquer outra conduta fora da lei».

Tecnologia é idêntica à do Hi5

«A tecnologia e meios que usamos nesta campanha específica é igual a tantos outros sites bem conhecidos como o Hi5, Myspace, Plaxo, etc.», explicam.

Os responsáveis estão disponíveis para responder a quaisquer pedidos de esclarecimento e alertam que tomarão «acção legal contra toda e qualquer entidade que de forma não fundamentada calunie ou pratique actos difamatórios do nosso bom-nome e intenções».

«As notícias até agora publicadas, assentam única e exclusivamente no facto de, entre centenas de milhares de pessoas que já se pré-inscreveram no nosso site, apenas algumas se terem queixado que, no passo após a sua pré-inscrição, terem tido a opção de poderem convidar a sua lista de contactos, e o mesmo convite ter sido enviado para todos os contactos e não apenas para alguns», alegam. Mas, lembram, «esse passo era opcional e de livre e espontânea vontade do utilizador e não era nem é, como tal, obrigatório para a conclusão da respectiva pré-inscrição».

Os responsáveis do portal acrescentam ainda que «esse passo era e é antecedido de um texto explícito onde é explicado o que o utilizador realiza com esse passo e o que ganha em troca».

Alterações sugeridas já foram feitas

A campanha promocional em curso foi lançada no passado dia 10 e, segundo diz o projecto, logo após terem sido recebidas as primeiras sugestões de utilizadores no sentido de poderem escolher da sua lista a quem enviavam o convite, essa funcionalidade adicional foi já implementada.

Os mesmos responsáveis dizem estar certos que a polémica gerada em torno do portal «foi um mal que veio por bem, uma vez que o número de registos e respectivos convites às suas listas de contactos no nosso site não diminuiu, antes pelo contrário aumentou, e ao mesmo tempo permitiu que fosse esclarecido nestes mesmos meios a verdade dos nossos métodos, meios e objectivos».