A instituição assume que o investimento e o consumo não vão recuperar o suficiente para compensar o abrandamento das exportações.

Desta forma, o euro segue a recuar para os 1,3370 dólares depois de ontem ter estado a negociar nos 1,3406 dólares.
Nuno Francisco