O Diário de Notícias destaca na primeira página «250 inéditos de Pessoa nos 70 anos da morte do poeta».

O matutino escreve que três volumes com a obra completa de Fernando Pessoa, nas livrarias a partir de Dezembro, vão trazer ao público 250 inéditos do poeta.

O DN destaca também em manchete «IAPMEI salva clubes de futebol da falência» e refere que vários clubes com dificuldades financeiras recorreram a um programa do Estado que apoia acordos entre pequenas e médias empresas e os credores.

«OCDE pessimista sobre economia portuguesa», «Europa sofre a maior alteração climática dos últimos cinco mil anos», «Santana Lopes pensou demitir-se antes da dissolução de há um ano» e «Almeida Santos acusa EUA de ¿má consciência¿ sobre a invasão de Timor» são outros títulos em destaque no DN.

O jornal realça também na capa uma fotografia do galerista Manuel de Brito, 77 anos, que morreu terça-feira em Lisboa.

O Jornal de Notícias destaca em manchete «Autoridade da Concorrência quer farmácias a fazer descontos» e realça que a medida deverá ser aplicada em medicamentos com receita médica ou comparticipados.

De acordo com o JN, a Autoridade da Concorrência aconselha a venda de produtos farmacêuticos através da Internet.

O matutino titula também «Vigilante morto a tiro num assalto em Setúbal» e «Jovem da Amadora em organismo da ONU», referindo-se a Paulo Jorge Vieira, de 26 anos, que vai representar as ONG europeias em programa de combate à sida.

O JN destaca ainda «Papa rejeita candidatos a homossexuais ao sacerdócio», «Ex-presidente do Metro justifica derrapagens», «OCDE duvida da redução do défice português no próximo ano» e «Obra de Pessoa entra hoje no domínio público».

O Público realça na primeira página que «Doentes dos PALOP são depositados em Portugal em quartos imundos, húmidos e escuros» e refere que as entidades portuguesas afirmam desconhecer a situação.

De acordo com o jornal, doentes africanos com doenças graves, transferidos para Portugal ao abrigo de acordos de saúde, são instalados em apartamentos sem quaisquer condições de segurança e conforto.

O jornal destaca também na primeira página «Autoridade da Concorrência diz que farmácias têm lucro ¿supranormal¿» e «Prisões e voos secretos da CIA: Condolezza Rice promete esclarecimentos e Freitas do Amaral dará explicações dentro de duas semanas».

«Parlamento: Aprovadas mudanças nas aposentações da função pública», «Um quarto dos homens portugueses sofre de disfunções sexuais» e «Obra de Fernando Pessoa volta ao domínio público» são outros títulos do Público, que destaca também a morte do galerista Manuel de Brito.

«Imposto baixa para recibos verdes» é a manchete do Correio da Manhã, que realça que o rendimento mínimo tributável para IRS desce para 2.620 euros no regime simplificado.

O matutino destaca também na capa «Nome do director do SIS nas escutas do processo ¿Apito Dourado¿», «GNR caça redes para ¿caviar¿ do Tejo», «Saúde: descontos chegam aos medicamentos» e «Função Pública: Começa redução de carreiras».

O Diário Económico titula «José Sócrates apresenta TGV no mesmo modelo da Ota» e refere que o Governo está a preparar para o dia 13 de Dezembro a apresentação do projecto de comboio de alta velocidade nos mesmos moldes do anunciado para o aeroporto da Ota.

O Jornal de Negócios destaca na capa um dossier especial sobre a subida dos juros e o impacto nas famílias, empresas e mercados.

O 24horas titula «Chefe da SIC faz ultimato a Herman José» e refere que o apresentador só tem seis meses para se tornar um líder de audiências.

Os jornais desportivos destacam em manchete o clássico FC Porto-Sporting a disputar sexta-feira no Estádio do Dragão e o interesse manifestado pelo treinador do Benfica, Ronald Koeman, no guarda-redes romeno Lobont.
Redação / Lusa