Termina esta segunda-feira o prazo para a entrega de propostas no concurso para a subconcessão da operação e manutenção do metro do Porto, por um período de cinco anos.

Na corrida estão três consórcios, liderados pela Transdev (com a Efacec), Barraqueiro (com a Mota-Engil, Keolis e Arriva) e Veolia, que passaram já a fase de pré-qualificação e que devem agora submeter as propostas finais até às 17 horas, com um valor de referência 265 milhões de euros.

A proposta mais vantajosa do ponto de vista económico ganhará o negócio, já que o preço tem uma ponderação de 80% no critério de atribuição, cabendo os restantes 20% à vertente técnica.

A subconcessão abrange a totalidade da rede em operação mas também os novos troços já em construção.