O jornalista João Mesquita, 51 anos, presidente do Sindicato dos Jornalistas entre 1989 e 1993, morreu hoje de madrugada em casa, vítima de doença pulmonar, disse à Lusa fonte da família.

João Mesquita, natural de Coimbra, onde nasceu a 03 de Junho de 1957, era um indefectível adepto da Académica, tendo em 2008 lançado, em parceira com João Santana, o livro «Académica - História do Futebol», além de outros livros relacionados com a «Briosa».

Como jornalista, iniciou a carreira na Voz do Povo, órgão oficial da União Democrática Popular (UDP), partido que mais tarde se fundiu com outras organizações, dando origem ao Bloco de Esquerda.

Passou depois pelo extinto Notícias da Tarde, Jornal de Notícias, Semanário, Público, Jornal as Beiras (Coimbra), Independente e pelo também desaparecido vespertino A Capital.

Nos últimos anos, João Mesquita colaborava no Expresso e editava a revista Rua Larga da Universidade de Coimbra.