Nos pesos pesados a maior queda pertence agora à EDP que trocou com a PT. A eléctrica nacional está a desvalorizar 1,32% para os 2,25 euros, enquanto a operadora de telecomunicações segue agora a cair 0,74% para os 9,39 euros.

Já o BCP desvaloriza 0,93% para os 2,13 euros, num sector com comportamentos opostos. O BES avança 0,30% para os 13,47 euros e o BPI segue inalterado nos 3,10 euros.

Também no vermelho e a liderar inclusivamente as quedas está a Brisa, que acompanha o pessimismo do sector a nível europeu. A concessionária de auto-estradas liderada por Vasco de Mello está a recuar 3,15% para os 6,77 euros, na véspera da apresentação de resultados de 2004 e nos quais se prevê um aumento dos lucros.

A evitar perdas maiores está o sector de media, encabeçado pela Cofina que avança 1,13% para os 4,48 euros, seguida pela Media Capital que sobe 0,72% para os 5,59 euros. A Impresa está a valorizar 0,69% para os 5,85 euros.

Os mercados europeus também continuam a negociar abaixo da linha de água com o IBEX a perder 0,89%, o CAC Francês a cair 0,15% e o DAX alemão a recuar 0,09%. O FTSE inglês a desvalorizar 0,03%.
Nuno Francisco