O índice de confiança do ISEG, neste período e relativo à evolução da actividade económica portuguesa no curto prazo, foi de 51,6. «O que traduz uma ligeira descida do índice de confiança do painel na evolução da conjuntura face ao valor do índice apurado no mês de Setembro, que foi de 51,8», revela o instituto em comunicado.

Para alem disso, o ISEG diz que aumentou o consenso dos membros do painel relativamente à evolução económica.

De referir que o índice de confiança do ISEG sobre a evolução a curto prazo da economia portuguesa, cujo valor pode variar entre 0 (confiança mínima) e 100 (confiança máxima) é atribuído por um painel de dezasseis professores do ISEG com base em informação quantitativa e qualitativa previamente recolhida e que inclui os apuramentos de um inquérito realizado mensalmente a todos os docentes do ISEG.
Redação / MD