Segundo disse o CEO da operadora, Henrique Granadeiro, durante a apresentação de resultados da operadora, «apenas conheço os rumores do interesse da Telefonica que circulam na imprensa, e a Telefonica não precisa da nossa autorização para aumentar o seu perímetro».

Para além disso, o CEO adiantou que há um bom relacionamento entre a Telefonica e a PT, e que «não há nenhuma razão para não continuar a relação com a Telefonica na Vivo», embora admita que «uma joint-venture a 50/50 não é uma situação fácil de gerir mas tem corrido bem».

Recorde-se que a Telecom Italia anunciou, esta semana, que recebeu duas propostas para a aquisição da TIM no Brasil, sendo uma das propostas da Telmex e correndo rumores que a outra é da Telefonica.

Perante isto, Henrique Granadeiro afirmou que «só conheço rumores, não tenho conhecimento que alguma proposta tenha sido apresentada pela Telefónica».

E acrescentou que a PT está «fortemente empenhada no turnaround da Vivo que está a fazer uma integração no sistema GSM para poder continuar a crescer», uma decisão estratégica que contou com o apoio da Telefonica e da PT.