A renovação da frota será feita entre 2007 e 2015, com o objectivo de no final do período a transportadora ter toda a frota de longo curso constituída com A 350, adiantou a fonte.

Neste momento, a TAP tem seis A310 e quatro A340 que fazem as viagens de longo curso.

Escusando-se a entrar em pormenores, a fonte adiantou que a aquisição dos aviões será feita com recursos próprios e com financiamento no mercado, sendo que no pico do esforço do pagamento dos novos aviões, o endividamento da TAP será igual ao que tinha em 2001.

Em 2001, o endividamento da companhia aérea rondava os 900 milhões de euros, contra os 600 milhões de euros actuais.

Na semana passada, o ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações anunciou que ia dar luz verde à operação.
Redação / Lusa/BP