O primeiro-ministro espanhol, José Luís Rodriguez Zapatero, anunciou esta terça-feira que, se ganhar as próximas eleições gerais, abolirá o Imposto de Património (equivalente ao Imposto Municipal sobre Imóveis-IMI) no início da legislatura.

De acordo com o responsável, esta medida poderá beneficiar um milhão de contribuintes.

Zapatero, que intervinha nas jornadas do «The Economist» em Espanha, indicou que vai compensar-se as regiões autónomas pela eliminação do dito imposto, já que se trata de um imposto cedido aos governos autónomos, através do qual arrecadam 1.400 milhões de euros.

O primeiro-ministro sublinhou ainda que esta eliminação vai permitir a Espanha unir-se ao grupo de países europeus que já aboliram este imposto e assegurou que esta medida vai garantir a igualdade de todos os espanhóis, dado que existem algumas comunidades autónomas que já tinham anunciado a sua intenção de o baixar consideravelmente.
Redação / MD