Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), no mesmo período, as exportações aumentaram 9,6% e as importações cresceram 4,5%.

Neste período, os combustíveis e lubrificantes registaram uma quebra de 13,4% nas exportações e de 24,7% nas importações.

«Salientam-se ainda os acréscimos verificados nas saídas de máquinas e outros bens de capital, de produtos alimentares e bebidas e de fornecimentos industriais. Por outro lado, nas entradas destacam-se os crescimentos das categorias dos produtos alimentares e bebidas e dos fornecimentos industriais», adiantam.

Comércio Intracomunitário

O INE sublinha o facto de todos os meses terem registado taxas de variação homóloga positivas nas expedições, sendo de destacar os meses de Janeiro e Abril (12,8% e 12,1%, respectivamente).

Nas chegadas, o mês de Abril registou a mais elevada taxa de variação (15,4%) e registaram-se decréscimos em Março (menos 0,1%) e Junho (menos 2,1%), não permitindo uma definição clara de tendência.

Comércio Extracomunitário

As exportações apresentaram um acréscimo de 13,7%. Do lado das importações esse crescimento revelou-se menos significativo, situando-se nos 3,6%.
Redação / MD