O grupo industrial japonês Hitachi tornou-se no quarto grupo asiático a declarar-se culpado de cartelização para fixar os preços dos ecrãs de cristais líquidos (LCD) nos Estados Unidos, anunciou o Departamento da Justiça norte-americano, cita a Lusa.

«A Hitachi Displays Ltd aceitou declarar-se culpada e pagar uma multa de 31 milhões de dólares pelo seu papel numa concertação para fixar os preços dos ecrãs planos LCD (TFT-LCD) vendidos à Dell», fabricante informática norte-americana, indicou o Departamento da Justiça dos EUA em comunicado.

Em Novembro, a sul-coreana LG, a japonesa Sharp e a taiwanesa Chunghwa Picture Tubes, declararam-se igualmente culpadas e aceitaram pagar um total de 585 milhões de dólares em multas.

A Hitachi reconheceu ter participado na concertação de preços no âmbito das suas vendas de ecrãs para os computadores fixos e portáteis de Abril de 2001 a Março de 2004.

Um tribunal de São Francisco, no Estado da Califórnia, deverá agora pronunciar-se sobre este acordo entre a justiça e o grupo japonês de modo a confirmar a condenação efectiva.

O Departamento da Justiça disse ainda que, neste caso, quatro dirigentes implicados no cartel foram já condenados a prisão efectiva e ao pagamento de multas pesadas.
Redação / MD