O Governo escolheu o caminho do desastre para reanimar a economia e combater o desemprego. Quem o defende é o economista João Salgueiro que esta terça-feira fez parte do painel de uma conferência onde se discutiu o futuro da economia nacional.



Para ilustrar a sua opinião sobre a actuação do Governo, João Salgueiro citou um economista «que não ganhou no Prémio Nobel por ser incómodo» e que disse que «em situações como estas só há duas opções: escolher o caminho difícil ou o desastre». Foi neste sentido que o economista português afirmou: «Eles não querem escolher o caminho difícil, portanto é o desastre».

João Salgueiro disse ainda que o Governo se está a preparar para aumentar impostos, o que não considera ser uma boa opção, uma vez que esta situação vai tornar Portugal um país menos atractivo. No entanto, «se tiver que haver um aumento de impostos, que seja o IRS», defendeu João Salgueiro.



João Salgueiro lança críticas ao TGV



Já à margem da conferência, João Salgueiro afirmou que «o TGV é inoportuno, é uma enorme despesa e não cria empregos porque o material é todo importado».



«O que podemos ter a certeza é que se não criarmos mais novos empregos vamos ter um problema complicado. Não podemos continuar a gastar todos os meses mais dez por cento do que produzimos, a começar pelo Estado», concluiu.
Lara C. Fernandes