Como pode uma marca perdurar





A intuição em primeiro lugar











O «Second Life» como exemplo