O lucro da Redes Energéticas Nacionais (REN) deverá ter caído 12 por cento para 127,7 milhões de euros em 2008, face aos 145,2 milhões registados em 2007, de acordo com a média das estimativas dos analistas, contactados pela Lusa.

A principal explicação para a quebra do lucro deve-se ao facto de em 2007 ter sido anulada uma provisão de cerca de 40 milhões de euros que teve um impacto positivo no resultado líquido desse ano.

As estimativas para o lucro variam entre os 121 milhões de euros previstos pelo Banif e os 135,7 milhões estimados pelo Espírito Santo Research (ESR).

O EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e desvalorizações), cujo ponto médio das previsões aponta para 340,6 milhões de euros, deve variar entre os 315 milhões de euros estimados pelo ESR e os 369,1 milhões previstos pelo Millennnium Investment Banking.

Apesar da quebra das receitas, os analistas esperam um aumento do EBITDA devido ao alargamento da base de activos remunerados no negócio da electricidade.

Os analistas esperam ainda um aumento da dívida devido ao plano de investimento e que a REN passe a ter uma alavancagem financeira acima do sector em 2009.

A REN divulga os resultados de 2008 na quarta-feira depois do fecho de mercado.