O Diário de Notícias (DN) revela em manchete que "Saúde vai encerrar urgências", explicando que os "centros de saúde com urgências com menos de dez doentes por noite vão fechar", segundo um plano de reformulação que o Ministério da Saúde vai pôr em prática a partir de Janeiro.

"Proposta do ministério mantém fim do concurso anual de professores", destaca o Público, acrescentando que o anteprojecto do ministério da Educação "acaba também com destacamentos para aproximação e já foi enviado aos sindicatos".

O Público destaca ainda que "Governo desactiva centro de retenção de estrangeiros" no aeroporto do Porto e que o "cabrio Volkswagen faz hoje testes decisivos" na fábrica Autoeuropa.

O DN salienta que o "Governo está a negociar novo modelo para a Autoeuropa" e acrescenta que o ministro das Finanças, Manuel Pinho, "esteve na Alemanha esta semana para negociar a produção do modelo automóvel desportivo Scirocco na fábrica de Palmela".

O Jornal de Notícias (JN) salienta que a "Autoeutopa retoma negociações salariais" e que o "pão deve acompanhar novos preços da luz", com aumentos previstos para Janeiro.

O DN refere ainda que o "projecto TGV inclui ponte entre Chelas (Lisboa) e Barreiro e começa em 2008" e o JN acrescenta que o terminal do TGV "no Porto pode ficar na Boavista".

O Correio da Manhã (CM) titula em manchete "Baixas sem controlo", para acrescentar que a "segurança social só verifica cerca de 12 por cento dos processos", mas "mesmo com fraca percentagem de fiscalização foram detectados 33 mil casos fraudulentos até Setembro de 2005".

O CM realça ainda que o "Governo limita recursos nos processos cíveis" e que o "PS quer ouvir Cavaco sobre caso Eurominas", cuja Comissão Parlamentar de Inquérito foi quarta-feira empossada pelo presidente da Assembleia da República, Jaime Gama.

O caso remonta ao final do último Governo de Cavaco Silva, em 1995, quando o executivo PSD decidiu reaver a favor do Estado os terrenos no estuário do Sado onde funcionava a fábrica de ligas de manganês Eurominas e respectivos equipamentos por falta de actividade da empresa desde 1986, sem direito a qualquer indemnização.

O JN titula em principal destaque que "processos de dívidas entopem o Supremo" Tribunal de Justiça, revelando que o "ministro quer mais juízes mais livres para orientarem matérias de jurisprudência" pelo que vai passar "para o dobro o valor a partir do qual é possível apresentar recurso" sobre estes processos.

"Turismo quer voos civis em bases militares" é outro dos temas principais focados pelo JN, que revela que a "deslocalização do aeroporto internacional de Lisboa preocupa responsáveis do sector".

No plano internacional, o Público realça que a secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, "garante que EUA aceitam a convenção contra a tortura", numa tentativa de "acalmar a polémica sobre as prisões secretas da CIA, que está a dominar a sua visita à Europa".

Já o DN destaca que a "ONU pede mais verbas para vítimas do sismo no Paquistão", ocorrido a 08 de Outubro, e o JN que a presidência britânica da União Europeia "vai apresentar nova proposta de orçamento" comunitário para 2007-2013.

A vitória do Benfica, quarta-feira, sobre o Manchester United por 2-1, que eliminou a equipa inglesa da Liga dos Campeões e permitiu ao clube da Luz passar aos oitavos de final da competição, é também destaque nos diários de hoje.

Os jornais destacam que a formação inglesa na última década não falhara uma presença na fase decisiva da Liga dos Campeões e classificam a vitória do Benfica como "histórica".

O 24horas revela que "Fisco foi ao bolso de Rodrigo por engano", acrescentando que o jornalista da SIC Rodrigo Guedes de Carvalho "está revoltado com as finanças e promete levar o caso até às últimas consequências".