No jantar organizado pela APDC esta terça-feira, onde foi o orador convidado, o presidente do Conselho de Administração da Impresa, que detém a SIC, mostrou-se favorável a uma solução de partilha por parte dos três operadores de televisão, TVI, RTP e SIC, da gestão de um canal de alta definição de forma a introduzir esta tecnologia na fase de transição da televisão analógica para a digital.

«Já que vamos para isso (para o futuro com a TDT), há que dar o salto qualitativo, em vez de ficar a meio caminho. Um salto tão grande como foi passar da televisão a preto e branco para as cores e só a alta definição será a solução que marca a diferença», sublinhou Francisco Pinto Balsemão.

Por isso, sugere «ter um canal em alta definição gerido pelos três operadores» durante o período de transição da transmissão analógica para digital (simulcast) e mais tarde então «um canal nesta tecnologia para cada operador», explicou.

Conteúdos são suficientes

O responsável acredita que «desde que os três operadores estejam de acordo com a grelha e a programação (para esse eventual canal) haverá conteúdos» suficientes em alta definição para lá colocar.

«Há que ter coragem de avançar e não ficar para trás. Para dar um passo qualitativo só vejo esta forma que requer coragem política e empresarial», reforçou.

Recorde-se que o que está previsto é que o concurso da TDT atribua licenças aos actuais operadores de televisão, deixando em aberto a possibilidade de se lançar mais um canal gratuito (free-to-air) caso não haja nenhum canal a emitir em alta definição.
Monica Freilão