As duas companhias contam com parceiros como a AOL, o Yahoo! e a Microsoft, a para ajudarem no desenvolvimento do novo serviço.

O rival do YouTube vai arrancar no início do Verão e permitirá aos utilizadores o acesso a filmes completos, bem como a «shows» televisivos, anuncia a «Bloomberg».

Os números revelam a enorme audiência do YouTube. Mais de 133 milhões de internautas visitaram a página do serviço de vídeos online da Google durante o mês de Janeiro, um crescimento de 14 vezes face ao número de visitas registadas em igual período do ano passado.
Redação