O preço dos bens e serviços em Portugal aumentou 0,1% em Junho, um valor que se verificou «dentro do normal, embora um pouco acima do esperado, dado que Junho não costuma apresentar uma alta de preços significativos», refere o economista da Informação de Mercados Financeiros (IMF), à Agência Financeira.

Preços aumentam em Junho por causa dos combustíveis

Já a taxa de variação homóloga dos preços caiu 1,6%, «o que não surpreende em função da desaceleração económica global e da evolução de preços do ano passado», esclarece o economista.

Filipe Garcia continua a considerar que até ao fim deste ano é «muito provável» que se observem mais meses de variação homóloga negativa, mas tal situação deverá fazer-se notar mais no Verão. «Por este motivo consideramos que ainda não estamos perante um cenário deflacionista, ainda que a inflação média possa rondar os 0% no final deste ano», conclui o economista.
Lara C. Fernandes