Depois de sete jogos consecutivos a marcar pela seleção nacional, entre setembro de 2019 e setembro de 2020, em que fez até um póquer (Lituânia), um hat-trick (também à Lituânia) e um bis à Suécia, Ronaldo apenas marcou dois golos pela seleção nacional nos últimos nove jogos.

Para o compatriota Rúben Neves, estes registos pouco dizem acerca da capacidade do jogador da Juventus. Na conferência de imprensa de antevisão ao encontro particular com Israel, de preparação para o Euro 2020, o médio defendeu que Ronaldo tem o golo consigo e que «vai responder dentro de campo.»

«O Cristiano [Ronaldo] tem o golo com ele, não é uma questão. Claro que pode acontecer num ou noutro jogo não marcar, mas com o Cristiano podemos sempre contar com golos. Já o demonstrou várias vezes, melhor jogador do mundo, temos a sorte de poder contar com ele em mais uma competição, acho que isso é uma pergunta que ele vai responder dentro de campo», afirmou.

Ele próprio, de resto, costuma fazer alguns golos, geralmente em remates de fora da área, uma especialidade que diz que lhe sai naturalmente. Nunca sabe quando pode acontecer.

«Isso depende da situação de jogo, são frações de segundo em que temos de pensar rápido. Se achar que o melhor é o remate, irei fazê-lo, mas são frações de segundo em que temos de decidir e o mais importante é decidir sempre o melhor para a seleção.»

Ruben Neves destaca, também, que a Seleção Nacional tem jogadores com características diferentes e que essa é uma grande vantagem, sobretudo porque todos querem ser úteis e ajudar.

«O que é importante é termos jogadores que são capazes de fazer o que lhes é pedido. Não é importante que jogadores são. Numa seleção como esta, há jogadores para tudo e isso é que é o ponto importante», garantiu.

Por fim falou-se do facto da equipa nacional estar toda vacinada contra a covid-19. É um alívio?

«Um alívio para nós é ter uma equipa médica de excelência que trabalha muito bem, que segue todos os protocolos e que por isso estamos em máxima segurança desde que entrámos na seleção. Isso é que é um alívio para nós.»

Portugal defronta Israel às 19h45 desta quarta-feira, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Sérgio Pereira / Cidade do Futebol, Oeiras