Dois irmãos, de 44 e 48 anos, foram detidos por suspeita de terem ateado pelo menos oito incêndios florestais na freguesia de Macinhata do Vouga, no concelho de Águeda, revelou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Após duas investigações distintas, a PJ de Aveiro deteve, fora de flagrante delito, os dois irmãos, residentes no concelho de Águeda, no distrito de Aveiro, por suspeita da prática de vários crimes de incêndio florestal.

Segundo explicou esta força policial em comunicado, o arguido mais velho terá sido responsável por pelo menos três incêndios ocorridos entre junho e finais de julho na freguesia de Macinhata do Vouga, que foram “prontamente combatidos e extintos” impedindo que destruíssem uma “ampla área florestal”.

A PJ destacou ainda que o outro arguido está indiciado na prática de cinco incêndios, ocorridos na mesma zona em agosto, o último dos quais no dia 22.

Após presentes ao Tribunal de Aveiro para primeiro interrogatório judicial foi decretada prisão preventiva a um dos arguidos, revelou ainda.

/ RL