A Linha Ferroviária do Corgo, que liga Peso da Régua a Vila Real, vai ser encerrada a partir de quarta-feira por razões de segurança, revelou esta terça-feira o governador civil de Vila Real, Alexandre Chaves, noticia a agência Lusa.

A decisão foi tomada pela secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, e anunciada esta terça-feira à comunicação social pelo representante do Governo no distrito de Vila Real.

«Esta decisão resultou de uma inspecção de qualidade que detectou que o percurso não estava nas melhores condições de segurança», afirmou Alexandre Chaves.

O percurso, de 26 quilómetros, será agora assegurado por transportes rodoviários alternativos, com o mesmo horário dos comboios.

O responsável garantiu que este encerramento é provisório, apesar de não adiantar quando a linha poderá reabrir, referindo apenas que vão ser elaborados de imediato os projectos necessários para o avanço das obras.

Este é o único transporte público que passa por várias povoações da região, nomeadamente Alvações do Corgo e Santa Marta de Penaguião.

Resta apenas a linha do Tâmega

A Linha do Corgo comemorou em 2006 o seu centenário, tendo na ocasião Nuno Moreira, vogal do Conselho de Administração da CP, afirmado que não havia da parte da empresa «qualquer decisão relativamente ao encerramento de qualquer linha ferroviária», contrariando assim algumas notícias que apontavam então para o encerramento das vias do Corgo, Tua e Tâmega.

Segundo este responsável, o que era necessário era «optimizar» os recursos disponíveis e concretizar parcerias com as autarquias para garantir um maior aproveitamento desta linha, que actualmente liga os concelhos da Régua, Santa Marta de Penaguião e Vila Real.

Após o encerramento da Linha do Tua em Agosto de 2008, na sequência do quarto acidente num espaço de um ano, resta apenas em funcionamento na região uma linha estreita, a do Tâmega.