O suspeito de ter assassinado um taxista na Amadora ficou, esta quinta-feira, em prisão preventiva, apurou a TVI. O homem, que é suspeito de quatro crimes de roubo, uma tentativa de homicídio e um homicídio qualificado, foi detido na quarta-feira após uma operação conjunta da Polícia Judiciária (PJ) e da Polícia de Segurança Pública (PSP).

O taxista foi encontrado mortogolpeado com várias facadas na zona do peito, cerca da 1:30, no dia 20 de maio, um sábado.

Terá sido um colega da vítima que efetuou as manobras de reanimação, mas o homem, de 57 anos, acabou por não resistir e faleceu às 3:00.

Ao que a TVI apurou, foi estabelecido, na altura, através de testemunhas, que seria possível, de alguma forma, fazer um retrato robô do suspeito. E o trabalho de investigação começou aí. 

Conseguiu-se, assim, um retrato robô muito próximo do real, através de um sistema computadorizado.

Na sequência desse trabalho, alguém dentro da esquadra da PSP da Amadora reconheceu o suspeito, que já estava ligado a outros crimes graves. 

A TVI conseguiu ter acesso, em exclusivo, ao retrato robô e à fotografia do suspeito de cometer este crime. É um jovem de 21 anos, chamado Marco Alexandre Malícia, mais conhecido na zona onde morava, o Bairro da Estrada Militar, como "Marqueta". 

Após a conclusão do retrato robô do suspeito estar concluído, a imagem foi passada a todas as forças de segurança. Segundo informações recolhidas pela TVI, quando o retrato chegou à Esquadra de Investigação da Amadora, o suspeito foi, de imediato, identificado por um elemento da investigação criminal, que patrulha a zona diariamente.

O jovem já era conhecido das autoridades e tinha-lhe sido decretada uma pena suspensa, de dois anos e meio, noutro processo. É suspeito da prática de vários crimes de roubo violento, grande parte deles com recurso a arma branca. O agora detido estará ainda ligado a outro assalto, em fevereiro último, a outro taxista também na Amadora, mas que apesar de ter sido esfaqueado sobreviveu ao roubo.