Um incêndio de grandes dimensões consumiu, na noite desta terça-feira, o restaurante Estaminé, na ilha Deserta, em Faro. Este, que é o único estabelecimento na ilha, encontrava-se em obras, mas não tinha funcionários no interior à hora que o incêndio deflagrou. 

O incêndio é visível até da parte de Olhão e de Faro, do lado de cá da Ria [Formosa]”, descreveu à Lusa o comandante da Zona Marítima do Sul, Fernando Rocha Pacheco, adiantando que o fogo é de “grandes dimensões” e que o restaurante “está a ser consumido” e já “não há nada a salvar”.


Ao que a TVI conseguiu apurar, o alerta foi dado às 22:57. Foi mobilizada uma equipa dos Bombeiros Sapadores de Faro com cinco elementos e ainda uma outra da Polícia Marítima com dois elementos.


Há registo de várias explosões, que poderão ser botijas de gás. Uma testemunha contou em direto à TVI24 que viu uma "enorme bola de fogo" a destruir o restaurante.

Estava a jantar, do outro lado da Ria Formosa, e quando espreitei pelo telescópio é que percebi bem a dimensão das chamas". 


Além deste estabalecimento, a ilha Deserta tem apenas um morador, que não estava em casa. 

A TVI sabe ainda que, nas primeiras horas da manhã, são esperados no local inspetores da Polícia Judiciária para se tentar apurar as causas do incêndio. 

O proprietário já foi contactado. 

Marisa Rodrigues Cláudia Évora / Atualizada às 00:50