São já 266 as vitimas mortais e 10.524 casos de infeção por Covid-19 em Portugal. Nas últimas 24 horas, comparado com o último boletim, há registo de mais 20 mortos e mais 638 casos de infeção nas últimas 24 horas. 

Só no Norte do país há registo de 141 mortos e e 6.280 casos de infeção. Em termos de mortalidade, segue-se a região Centro, com 66 óbitos e 1.372 infetados; Lisboa (54/2.513), Algarve (5/182) e o Alentejo com 63 casos positivos.

No último boletim, a região do Alentejo apresentava uma morte que, este sábado, desapareceu do relatório. Na conferência de imprensa, a ministra da Saúde, Marta Temido, explicou que após a autópsia foi verificado que a causa da morte não era a infeção por Covid-19.

"Poderão verificar que ontem, na ARS do Alentejo ontem constava um óbito e hoje constam zero óbitos. Poderão verificar que, na caracterização dos óbitos ocorridos, ontem havia mais um óbito no grupo masculino dos 50 aos 59 anos e mais um óbito no grupo feminino dos 70 aos 79 anos. Isso decorre de terem sido casos que no resultado laboratorial da autópsia tiveram como consequência não ser uma morte associada à Covid-19", afirmou Marta Temido.

Na Madeira há 51 casos positivos.

Pelo menos 5.518 casos suspeitos aguardam resultados laboratoriais e 22.858 estão em contactos de vigilância com as autoridades de saúde.

Quanto às idades das vítimas mortais, a maioria - 170 - tem mais de 80 anos. Depois há 60 óbitos na faixa etária 70-79, 24 na 60-69, 8 na 50-59 e quatro na 40-49 anos.

A faixa etária entre os 40 e os 49 anos continua a ser, desde o primeiro dia, aquela com maior número de contágios, concretamente 1.928.

Há ainda 7 novos casos recuperados, num total de 75.

Açores sem novos infetados e com primeiro caso de recuperação

A Autoridade de Saúde dos Açores informou que as análises realizadas nos dois laboratórios de referência nas últimas 24 horas não revelaram novos casos de covid-19, tendo-se registado o primeiro caso de recuperação na região.

A recuperação, diz a entidade na nota divulgada, é de uma mulher de 29 anos de Angra do Heroísmo, na ilha Terceira.

"Entende-se por caso recuperado a realização de duas análises negativas consecutivas para infeção por coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19", prossegue a autoridade.

Os dados "favoráveis" de hoje "não significam que o surto está extinto", assinala todavia a Autoridade de Saúde.

Até à data, foram detetados nos Açores 66 casos positivos para infeção pelo novo coronavírus, sendo 31 em São Miguel, 11 na ilha Terceira, três na Graciosa, sete em São Jorge, nove no Pico e cinco no Faial.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 57 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Andreia Miranda / com Lusa