A Polícia Judiciárias realizou, na quarta-feira, buscas a clínicas médicas de Lisboa e da Margem Sul por suspeitas de fraude ao Serviço Nacional de Saúde. A TVI sabe que a clínica em questão da Margem Sul é a Ecosado, onde a mãe de Rodrigo, que ficou conhecido como o bebé sem rosto, foi seguida durante a gravidez.

Foram realizadas no total sete buscas domiciliárias e não domiciliárias, que incluíram, além das clínicas, um gabinete de contabilidade.

Em causa estão reembolsos do SNS através de requisições médicas para a realização de exames numa clínica não convencionada, a Ecosado, por intermédio de uma clínica convencionada.

Uma empresa de prestação de serviços médicos submeteu a reembolso do SNS, com base na convenção em vigor, requisições médicas destinadas a realização de exames complementares de diagnóstico (exames de radiologia, designadamente ecografias ginecológicas), que foram concretizadas por intermédio de outra entidade não convencionada", explica a PJ, em comunicado.

A Administração Regional de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) já tinha concluído haver "fortes indícios de utilização irregular das requisições de exames ecográficos por parte da clínica Ecosado".

A operação policial contou com magistrados judiciais e do Ministério Público, três dezenas de elementos da Polícia Judiciária – investigadores e peritos, bem como representantes da Ordem dos Médicos.

Durante as buscas foram apreendidos documentos e ficheiros informáticos "de natureza contabilística e bancária", requisições médicas e correio eletrónico.

Veja também: 

Rodrigo nasceu a 7 de outubro de 2019 no Hospital de São Bernardo, do Centro Hospitalar de Setúbal, com várias malformações graves, como falta de olhos, nariz e parte do crânio, sem que o médico Artur Carvalho, que realizou as ecografias de acompanhamento da gravidez, tivesse detetado ou sinalizado aos pais qualquer problema.

O obstetra que realizou as ecografias na Ecosado tinha já cinco queixas em curso na Ordem dos Médicos, algumas desde 2013.

Entretanto, o médico obstetra aposentou-se em junho do ano passado depois de ter sido expulso da Ordem dos Médicos.