Um homem, de 42 anos, que está internado no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, é o nono caso confirmado de coronavírus em Portugal, confirmou fonte da DGS à TVI24.

Este é o terceiro caso em Lisboa e o quarto com ligação a casos confirmados.

Esta quinta-feira de manhã, a Direção-Geral da Saúde tinha confirmado dois novos casos. Um deles é um homem de 50 anos que veio de Itália e está no Centro Hospitalar Universitário de São João, com uma situação clínica está estável. O outro é um homem de 49 anos com ligação a um caso que já tinha sido confirmado e que também está no Centro Hospitalar Universitário de São João, com uma situação clínica está estável.

Na quarta-feira, a Direção-Geral da Saúde (DGS) informou que o sexto caso é uma mulher, a primeira mulher a ser infetada com o novo coronavírus. A mulher, que tem entre 40 e 49 anos, está internada em Lisboa e esteve em Itália. É professora de físico-química em duas escolas da Amadora, na Escola Básica Roque Gameiro e na Escola Secundária da Amadora. 

Antes, tinha sido confirmado um quinto caso, um docente da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) do Porto, onde, aliás, as aulas foram suspensas.

Agora, há seis doentes internados no Porto e três em Lisboa. 

No boletim divulgado ao final do dia de quarta-feira sobre a situação epidemiológica em Portugal, a DGS informava que já tinham sido registados 117 casos suspeitos.

O surto de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia. Já provocou cerca de 3.200 mortos e infetou mais de 93 mil pessoas em 78 países.

A Itália, o país mais afetado na Europa, anunciou na quarta-feira o encerramento de todas as escolas e universidades a partir desta quinta-feira e até 15 de março, como medida de precaução face à epidemia de Covid-19, que no país já matou mais de 100 pessoas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”.