A GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Penafiel, deteve em Amarante um homem de 40 anos, por violência doméstica, tendo como vítimas os seus pais, informou hoje aquela força.

Após ser ouvido em tribunal na quinta-feira, o arguido vai aguardar julgamento controlado por pulseira eletrónica e impedido de se aproximar das vítimas.

Os militares da Guarda apuraram que "o suspeito, após o fim do relacionamento com a sua ex-companheira, passou a residir com os seus pais, de 60 e 65 anos, há cerca de um ano, responsabilizando os mesmos pelo fim do seu relacionamento".

Segundo a GNR, o agressor chegou a ameaçá-los de morte quando recusavam a entrega do dinheiro, "causando-lhes medo e receio".

"Não obstante as ameaças de morte", prossegue a autoridade, "o agressor causava danos patrimoniais, partindo diversos objetos, chegando a arremessar copos contra a sua mãe, tendo-lhe causado uma fratura no pé direito".

Em duas ocasiões, atingiu a cabeça do seu pai com pedaços de madeira, causando-lhe ferimentos, tendo ambos recebido tratamentos numa unidade hospitalar, acrescenta-se no comunicado.

As autoridades judiciais determinaram, também, ao arguido a "obrigatoriedade de frequentar um tratamento para as adições de que padece".

/ MJC