A Polícia Judiciária deteve um casal por suspeitas de burla informática, contrafação de cartões de crédito e apreendeu material informático, consolas, videojogos, relógios, vestuário de marca, perfumes e cerca de 10 mil euros em dinheiro.

Num comunicado divulgado esta quinta-feira, a PJ adianta que o casal, de 29 e 31 anos, usava, há mais de um ano, “dados de cartões bancários de terceiros”, comprava bens de modo fraudulento e cometia burla informática e contrafação de título equiparado a moeda, num valor que ascende a 280 mil euros.

“Os detidos faziam desta prática o seu modo de vida, sendo que após a aquisição dos bens, procediam à revenda, quer no mercado on-line, quer junto de estabelecimentos de 'cash converters'”, lê-se na nota.

A investigação da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica começou há um ano e teve a colaboração da Paywatch, entidade de deteção e prevenção de fraude.

/ AM