Portugal tem 32 concelhos com uma incidência superior a 480 casos por 100 mil habitantes, segundo revela o relatório desta sexta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS). Entre essas autarquias estão Lisboa e Porto, com incidências de 595 e 685, respetivamente.

Entre os municípios mais graves, destaque para Sines (1.014 casos por 100 mil habitantes), Portimão (1.050) e Proença-a-Nova (1.574). Recorde-se que, neste último concelho, um surto com origem num lar infetou já cerca de 140 pessoas, o que faz disparar o nível de contágio.

Segundo os dados divulgados no boletim epidemiológico da DGS, há no total 218 concelhos com uma incidência superior a 120 casos de infeção pelo vírus SARS-COV-2 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias (menos 14), o que representa 71% dos municípios portugueses.

Consulte abaixo a incidência no seu concelho.

Sem qualquer caso de infeção pelo novo coronavírus nos últimos 14 dias estão agora sete concelhos: Calheta (Açores), Castanheira de Pêra, Corvo (Açores), Marvão, Porto Moniz (Madeira), Santa Cruz das Flores (Açores) e Vila de Rei.

Na semana passada, o Conselho de Ministros definiu que o nível de risco na matriz de monitorização da pandemia de covid-19 passaria a fixar-se em 480 casos por 100 mil habitantes a 14 dias em vez dos anteriores 240, decidindo também que deixaria de haver medidas diferenciadas por concelhos.

A Direção-Geral da Saúde continua, por sua vez, a divulgar dados por concelhos com referência à incidência cumulativa que "corresponde ao quociente entre o número de novos casos confirmados nos 14 dias anteriores ao momento de análise e a população residente estimada".

António Guimarães