Portugal atingiu, esta sexta-feira, a meta dos 70% da população vacinada contra a covid-19, com pelo menos uma dose. Recorde-se que o vice-almirante Gouveia e Melo tinha apontado o período entre 8 a 15 de agosto para se alcançar este resultado. Significa isto que esta meta foi atingida antes da data prevista. 

De acordo com o comunicado do Ministério da Saúde, "já foram administradas, em Portugal continental, cerca de 12,1 milhões de vacinas, que permitiram vacinar, com pelo menos uma dose, mais de 6,9 milhões de pessoas, das quais à volta de 6,2 milhões já têm o esquema vacinal completo".

A justificar, estão as últimas duas semanas nas quais se tem verificado um ritmo de vacinação elevado, com uma média acima das 80 mil vacinas administradas por dia.

No entanto, o ministério tutelado por Marta Temido acrescenta, na mesma nota, que é provável que este ritmo aumente durante o mês de agosto, "graças a uma maior disponibilidade de vacinas"

Assim, cumprindo-se as expectativas relativas ao calendário previsto de entregas em território nacional, deverão chegar quase 3 milhões de vacinas até ao final deste mês."

O Governo refere ainda que se for tida em conta apenas a população com idade recomendada para vacinação em massa, ou seja, com 16 ou mais anos, “estima-se que já cerca de 82% tenha iniciado o seu esquema vacinal, sendo que, destes, 75% já terão a vacinação completa".

VEJA TAMBÉM:

O calendário referido pela task-force que coordena o programa de vacinação prevê que entre 5 e 12 de setembro 70% da população tenha o esquema vacinal completo, altura em que se estima que 85% da população tenha já pelo menos uma dose da vacina administrada.

Com a prevalência da variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 no país, Portugal acelerou o processo de vacinação, estabelecendo o objetivo de vacinar cerca de 120 mil pessoas por dia.

Nas últimas semanas o processo foi afetado pela escassez de vacinas, tendo o Governo negociado com outros Estados da União Europeia a aquisição de doses adicionais.

Esta sexta-feira, Portugal registou mais 18 mortes e 2.377 novos casos de covid-19, segundo o mais recente boletim divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, em março de 2020, já morreram a nível continental 17.440 pessoas e foram registados 982.364 casos de infeção. 

Cláudia Évora / Notícia atualizada às 16:48