A PSP de Cascais resgatou, na quarta-feira, 29 cães que estavam fechados numa casa em Carcavelos, sem condições e rodeados de dejetos.

O dono dos animais, de 52 anos, foi identificado. Residia na mesma casa que os cães "sem qualquer tipo de condições de higiene, rodeado de dejetos, num ambiente nauseabundo".

Os vizinhos, que chegaram a ser ameaçados de morte, denunciaram o caso às autoridades, que se encontrava sob investigação desde o final de agosto, de acordo com comunicado divulgado nesta quinta-feira pela Comando Metropolitano de Lisboa.

A PSP disse ter recebido "diversas denúncias", que alertavam "para as questões de insalubridade do local, conspurcação, más condições de saúde dos animais e ruído perturbador provocado pelo constante latir dos mesmos".

Sempre que tentavam alertar o proprietário dos animais para a situação em que os mesmos viviam, eram recebidos com agressividade, e por vezes ameaçados de morte. Quando a Polícia era chamada ao local, enfrentava resistência por parte do suspeito, o qual teimava em não colaborar com as autoridades", indicou a PSP.

Perante a confirmação das denúncias e a falta de colaboração do proprietário na entrega voluntária dos cães, a PSP, juntamente com o Veterinário Municipal, a Junta de Freguesia de Carcavelos e Parede, diversos elementos pertencentes à Associação S. Francisco de Assis e aos serviços municipalizados da Câmara Municipal Cascais, "procedeu à retirada coerciva dos animais, a qual decorreu com normalidade".

O homem foi constituído arguido e sujeito a Terno de Identidade e Residência, tendo os animais sido entregues à Associação S. Francisco de Assis. 

Redação / CM