O incêndio que deflagrou na quinta-feira em Alijó entrou em fase de resolução pelas 06:00 de hoje, segundo fonte do comando distrital de operações de socorro de Vila Real.

Durante a madrugada, os bombeiros ainda combatiam uma frente ativa.

Temos uma frente ativa que está a ser combatida por meios terrestres e máquina de rasto, outra que está 50% dominada, outra 100% dominada e noutro setor há trabalhos a decorrer favoravelmente, com alguma morosidade devido aos afloramentos rochosos", informou Álvaro Ribeiro.

Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, pelas 08:00 estavam mobilizados para este fogo 174 operacionais e 53 viaturas.

O alerta foi dado pelas 12:00 de quinta-feira e o fogo teve início perto da zona industrial de Alijó.

Durante a tarde o fogo esteve quase controlado, no entanto, segundo o responsável, numa altura em que os aviões tiveram de fazer um reabastecimento e as máquinas de rasto estavam no local, apareceu vento forte que deu mais intensidade às chamas e o trabalho que estava a ser feito "perdeu-se".

No início do fogo, um trabalhador de uma empresa que estava a prestar serviços à rede elétrica sofreu ferimentos, foi assistido pelo INEM e transportado para o hospital de Vila Real.

Entretanto, o município de Alijó informou a população que a falta de água que se verificou em várias localidades do concelho se deveu ao corte de eletricidade provocado pelo incêndio.

Durante o dia foram registados nove incêndios neste distrito.

Também em Sabrosa, durante a tarde, o fogo que deflagrou em Roalde causou preocupações, por estar a queimar pinhal e lavrar próximo de aldeias, tendo sido dado como dominado pelas 22:45.

O distrito de Vila Real está em estado de alerta especial de nível vermelho.

/ AG