Três homens, com idades entre os 41 e os 56 anos, foram detidos pela GNR, em situações distintas, por suspeitas de violência doméstica, nos concelhos alentejanos de Évora e Redondo e de Coruche (Santarém), foi hoje anunciado.

Segundo um comunicado do Comando Territorial de Évora da GNR, as detenções foram feitas, na quarta e na quinta-feira, por militares do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) e do Posto Territorial de Évora.

Numa das situações, cujo suspeito foi detido na quarta-feira, no concelho de Redondo, os militares apuram que o homem de 44 anos exercia de forma reiterada “ameaças, com a intenção de aterrorizar e de exigir obediência à vítima, sua companheira de 34 anos, chegando a usar uma faca”, indicou a GNR.

A Guarda adiantou que também na quarta-feira, mas no concelho de Coruche, distrito de Santarém, deteve um homem de 56 anos que dirigiu “diversas injúrias e ameaças de morte” contra a sua esposa de 45 anos, na sequência do processo de separação.

Em ambos os casos, os detidos, depois de terem sido presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Évora, ficaram sujeitos à medida de coação de proibição de contactos com as vítimas, por qualquer forma ou meio, controlado por pulseira eletrónica, num raio de 500 metros.

De acordo com a GNR, a terceira detenção por violência doméstica ocorreu na quinta-feira, no concelho de Évora, depois de os militares terem apurado que um homem de 41 anos “praticava violência física e ameaças de morte contra a vítima, sua companheira de 40 anos”.

Este detido também já foi presente ao Tribunal Judicial de Évora, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de proibição de contactos com a vítima.

/ MJC